Como cobrar dívidas de amigos? Confira dicas para não perder amizade

Dívidas podem acabar sendo a causa do fim de amizade de muitas pessoas.

Publicado em 15/01/2024 por Rodrigo Duarte.

Anúncios

Desde a história da criação do dinheiro como parâmetro para trocar e desenvolvimento do comércio de uma forma geral existe a figura da pessoa que tem mais dinheiro do que as outras, e consequentemente surgem os empréstimos. Hoje em dia as pessoas possuem diferentes formas de obter dinheiro emprestado nas instituições bancárias que vivem disso. Mas também é muito comum o empréstimo de dinheiro entre as pessoas que possuem um certo grau de amizade.

Como cobrar dívidas de amigos? Confira dicas para não perder amizade

E nestas situações temos algumas situações que podem acabar se tornando um tanto quanto desagradáveis. Se pedir determinados valor de empréstimo pode acabar se tornando uma situação indelicada, ao mesmo tempo o momento da cobrança pode acabar se tornando um problema.

Quando estamos falando da cobrança de dívidas entre pessoas de que possuem um determinado grau de relacionamento, seja de amizade ou de parentesco, estamos falando, pelo menos na grande maioria dos casos, de uma relação que não é comercial do ponto de vista legal. Portanto, não existe nenhuma medida administrativa e jurídica para garantir o pagamento.

Anúncios

Por isso, o que resta é realmente algum tipo de negociação, que pode ser mais ou menos difícil, na medida em que as pessoas que tomaram o dinheiro emprestado estão focadas em fazer este pagamento.

Confira algumas dicas e estratégias que podem ajudar as pessoas no momento em que elas precisam cobrar dinheiro emprestado.

Mantenha a clareza na conversa e tenha um objetivo

Anúncios

Toda negociação terá um pouco de partida, e este primeiro contato pode acabar dando todo o tom de como a negociação vai ser. Neste caso, acaba sendo muito importante lembrar que existe um relacionamento ali que vai além ao dinheiro. Mas, ao mesmo tempo, a pessoa que está cobrando o dinheiro acaba tendo este dinheiro, que pode ser tanto em virtude de uma necessidade ou porque realmente quer apenas receber algo que é do seu direito.

Por isso, antes de mais anda, é fundamental manter uma clareza e uma segurança neste primeiro contato. Desta forma, a pessoa que está sendo cobrada vai acabar tendo as informações de uma forma direta e simples. O ideal é ir direto ao ponto, sem ficar dando muitas voltas, ao mesmo tempo que manter um nível de educação mais elevado.

Tenha empatia

Ao mesmo tempo que a cobrança deve ser feita de uma forma direta, é muito importante manter a educação e a empatia desde o primeiro momento. A empatia nada mais é do que se colocar na situação do outro. Neste caso, a pessoa que está cobrando deve acabar tentar se colocar na posição de alguém que realmente pode estar tendo alguma dificuldade financeira naquele momento.

Evite já chegar com uma postura de ataque e também de julgamento, já partindo de uma situação na qual a pessoa que está cobrando chega como se soubesse que essa pendencia está sendo mantida propositalmente pelo devedor. É importante também manter o momento mais leve, fazendo com que a conversa flua naturalmente, sem que os ânimos se acirrem.

Negocie um prazo

Caso a pessoa indique que realmente não vai conseguir pagar o valor devido naquele momento, é fundamental já ter em mente um novo prazo para que este pagamento aconteça. Isso pode ser feito, em um primeiro momento, diante de uma negociação, perguntando para o devedor qual dia será melhor para ele fazer o pagamento.

Caso essa negociação não tenha sucesso, será preciso, em um primeiro momento, estabelecer um novo prazo, diante das informações que são de conhecimento de ambos, como o recebimento de um determinado salário. Uma outra forma de encaminhar uma negociação é propor o parcelamento.

Estabeleça um contrato

Empréstimos pessoais entre pessoas que possuem um determinado relacionamento podem acabar se tornando compromissos reais, que podem acabar sendo cobrados na justiça. Isso é possível a partir do estabelecimento de um determinado contrato, que pode ser registrado em cartório na presença de testemunhas.

O que não fazer no momento da cobrança?

Existem algumas coisas que nunca devem ser feitas no momento da cobrança, especialmente quando houver um relacionamento entre as partes, mas também em virtude de poder acabar incorrendo em crimes. Dentre elas estão:

  • Ameaças físicas ou psicológicas;
  • Ofensas e qualquer tipo de humilhação;
  • Utilizar da agressividade como mecanismo de pressão;
  • Exposição e difamação;
ESCRITO POR: Rodrigo Duarte - Jornalista formado pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), com especialização em Marketing Digital.